Nome Científico: Ziphius cavirostris Cuvier, 1823

Nome Comum: Baleia-bicuda-de-Cuvier, Zífio

Classificação Científica:
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Mammalia
Ordem Cetacea
Família Ziphiidae
Género Ziphius
Espécie Z. cavirostris

Sinonímias: Ziphius australis

Estatuto de Conservação: DD - Informação Insuficiente

Cetáceo robusto que pode atingir os 8 m de comprimento. Caracteriza-se pela pequena cabeça, oval, que termina num bico muito curto. Nos machos é possível observar um par de dentes que sobressaem da maxila inferior; a boca é arqueada. A cor da pele é variável, podendo apresentar tonalidades castanhas ou avermelhadas/alaranjadas. A barbatana dorsal é pequena e triangular; barbatanas peitorais curtas; barbatana caudal sem entalhe.

Trata-se de uma espécie pelágica, de ampla distribuição mundial. Encontra-se em todos os oceanos. Ocorre preferencialmente em águas profundas de declive acentuado. Só se aproxima de zonas costeiras sem plataforma continental ou pontuadas por canhões submarinos. Alimenta-se de cefalópodes e peixes que captura perto do fundo do mar, assim como na coluna de água.

Trata-se de uma espécie cosmopolita, com uma ampla distribuição mundial, estando presente em todos os oceanos. Em território português é avistado com mais frequência no arquipélago dos Açores, durante o Verão, ocorrendo também ao largo das ilhas do arquipélago da Madeira.



> Pesca (captura acidental)
> Poluição (acústica, metais pesados)
> Pressão antrópica (actividade turística, observação de cetáceos)

> Monotorização e protecção de indivíduos
> Controlo da poluição
> Legislação adequada
> Campanhas de educação ambiental

Ligações Externas

Livro Vermelho dos Vertrebados de Portugal (2005)
Disponível no portal do ICNF

Autor: MVBIO