Nome Científico: Maja brachydactyla Balss, 1922

Nome Comum: Santola

Classificação Científica:
Reino Animalia
Filo Arthropoda
Classe Malacostraca
Ordem Decapoda
Família Majidae
Género Maja
Espécie M. brachydactyla

Sinonímias: Maja gigantea, Mamaia queketti

Estatuto de Conservação: NE - Não Avaliado

Caranguejo cor-de-laranja de carapaça cordiforme (em forma de coração), coberta de numerosos espinhos e apresentando seis espinhos maiores sobre os bordos laterais. Rostro formado por dois grandes espinhos divergentes. Tem cerca de 18 cm de comprimento e 20 cm de largura. Destacam-se os longos apêndices articulados (patas), cobertos de pêlos. Alimenta-se de uma grande variedade de organismos com predominância para as macroalgas e para os moluscos durante o Inverno, e para os equinodermes durante o Verão.

Povoamentos de algas infralitorais, ocorrendo também no circalitoral. Tem preferência por substratos rochosos e de areia grosseira.

Espécie migradora com uma área de distribuição que se estende das costas europeias do Atlântico nordeste até aos Açores e ao limite das costas mediterrânicas. As migrações ocorrem no Outono, época em que se dirigem para águas profundas onde ocorre a reprodução.

Onde se pode encontrar:

Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina



Sem ameaças a destacar.

Sem medidas a destacar.

Ligações Externas

Autor: Jorge Araújo