Nome Científico: Sardina pilchardus Walbaum, 1792

Nome Comum: Sardinha

Classificação Científica:
Reino Animalia
Filo Chordata
Classe Actinopterygii
Ordem Clupeiformes
Família Clupeidae
Género Sardina
Espécie S. pilchardus

Sinonímias: Alosa pilchardus, Arengus minor, Clupanodon sardina, Clupea harengus, C.laticosta, C. pilchardus, C. sardinia, Sardina dobrogica, S. pilchardus sardina

Estatuto de Conservação: NT - Quase Ameaçado

Corpo alongado, azul ou verde no dorso e prateado no ventre. Barbatana dorsal começando à frente da origem das barbatanas pélvicas. Tem um comprimento médio de 20 cm apesar de poder chegar perto dos 30 cm de comprimento.

Nota: espécie com um grande valor comercial.

Habita na coluna de água (pelágica) em zonas costeiras de 25 a 100 m de profundidade. Esta espécie forma grandes cardumes que permanecem em águas mais profundas durante o dia, para se protegerem dos predadores e à noite sobem para águas mais superciais para se alimentarem. Alimentam de plâncton, como pequenos crustáceos, microalgas e ovos de peixes. Durante o verão e até meados do outono acumula gordura, o que lhe permite ter energia para se conseguir reproduzir nos meses seguintes (entre Outubro e Abril).

Atlântico nordeste, desde o mar do Norte até ao mar Mediterrâneo e ao Senegal.

Onde se pode encontrar:

Parque Natural do Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina
Reserva Natural do Estuário do Sado
Parque Marinho Prof. Luiz Saldanha
Parque Natural do Litoral Norte

Espécie com alto valor comercial cuja ameaça é acima de tudo a sobrepesca.

Sendo uma das principais pescarias em Portugal, existe um plano de gestão para a pesca da sardinha. Este inclui um limite de 180 dias de pesca por ano, por embarcação, períodos de interdição de captura e limites à pesca de juvenis. Esta espécie tem um tamanho mínimo legal de captura de 11 centímetros.

Ligações Externas

Estudo da relação entre o peso dos otólitos, a idade e comprimento dos juvenis de sardinha (Sardina pilchardus, Walb.)
Silva (2011)

Crescimento diário de juvenis de sardinha, Sardina pilchardus (Walbaum, 1792): relação com actividade reprodutiva e condições ambientais
Silva (2011)

Estimação acústica da distribuição e abundância de Sardina pilchardus
Zwolinski (2008)

Alimentação de Sardina pilchardus (Walbaum, 1792) ao largo da costa continental portuguesa e implicações da condição nutricional das fêmeas na qualidade dos oócitos
Coelho (2002)

Autor: MVBIO